www.roriz.maisbarcelos.pt
Imprimir esta página
As Tradições

  

   Os usos e costumes ou as tradições são parte importante na identidade e da cultura de um povo. Ao longo dos tempos, certas tradições mantiveram-se inalteráveis, outras sofreram influências e algumas simplesmente só existem na memória do povo.

 

Das Memórias do Passado

 

   Trabalhar cantando é a melhor suavização da pena a que foi condenado o homem.

   Certas actividades eram verdadeiras festas, autênticas manifestações culturais, podendo ser considerados autênticos "Serões de Província".

   Estes serões, autenticas manifestações de cultura, ao longo dos anos foram regredindo e praticamente não se realizam.

   Hoje, apenas algumas Associações Culturais realizam estes eventos de forma a recordar e manter viva esta tradição.

 

As Cegadas 

                  

   A ceifa do centeio, do trigo e a da erva para forragem eram feitas muitas vezes de rogo (os vizinhos faziam-na por favor aceitando apenas comida e bebida) e algumas até em dias santificados. Durante a ceifa, homens e mulheres cantavam canções tradicionais.

   O cereal cegado era atado em molhos, estes eram colocados uns sobre os outros formando a silhueta de um boneco.

   No final da tarefa era usual cantar-se e dançar-se.

 

 As Sachadas de Milho

 

   O milho sacha-se duas vezes: decrua e arrenda. Quando o trabalho apertava era usual fazerem-se sachadas de rogo.

   Os trabalhadores exercitavam as gargantas, cantando temas populares, e exercitavam a língua, falando sobre a vida do dia a dia, falando das coisas mais triviais, até da vida alheia.

 

As Desfolhadas

 

   Quando o milho atingia o seu estado de maturação era cortado e transportado para as eiras e estava pronto a ser desfolhado.

   As desfolhadas eram feitas geralmente à noite. Os lavradores contactavam um certo número de pessoas, geralmente os vizinhos, de acordo com a quantidade de milho que havia para esfolhar. Usualmente as pessoas faziam o serviço sem qualquer remuneração pecuniária, por favor, aceitando apenas comida e bebida.

   Durante a desfolhada as pessoas cantavam canções tradicionais, havendo despiques entre vários grupos.

   Um dos melhores divertimentos era o aparecimento da espiga rainha, espiga de milho vermelho, dando direito ao felizardo que a encontrar, de abraçar todos os circunstantes.

   Apareciam, na desfolhada, pessoas mascaradas que ao chegarem cumprimentavam todos os presentes e com as suas brincadeiras entretinham as pessoas.

   No final da desfolhada serviam-se aos presentes diversas iguarias e vinho. Depois cantava-se e dançava-se ao som de concertinas, violas e harmónicos. Os homens escolhiam o seu par e entravam na dança.

   Os moços solteiros aproveitavam estes serões para fazerem a corte ás raparigas que mais lhes agradavam.

 

As Malhadas ou Malhas

 

    A malhada do centeio e trigo é um serviço violento, feito em dias de muito sol e calor.

   Os malhadores são escolhidos entre os homens mais possantes e robustos da vizinhança, os quais empregam a força que podem, puxando pelos malhos e manifestam a sua alegria e satisfação dando afoitos uníssonos

   No final do trabalho servem-se aos malhadores diversas iguarias e vinho. Enquanto comem e bebem, as raparigas da casa vão esconder entre a palha da eira o ramo, que é um ramo de flores acompanhado de pão trigo, chouriço ou doce, destinado ao primeiro malhador que o encontrar.

 

O Linho

 

   Até meados deste século, muitas famílias rurais de Entre-Douro e Minho produziam o seu próprio tecido de linho para satisfazer grande parte das suas necessidades em vestuário e em peças brancas para uso doméstico. Por isso, lá dizia o ditado:

" Gente do Minho veste pano de linho..."

   Os trabalhos do linho, desde a sementeira da linhaça até ao acabamento do bragal, decorriam num ciclo demorado que ia de 12 meses a 18 meses, aqui e ali marcado por rituais mais intensos como eram os casos do "arreigar o linho", das espadeladas e das fiadas.

   Perdeu-se já grande parte dos pormenores como cantares, ditados, brincadeiras.

   Mas o essencial daquelas tradições ainda permanece gravado na memória das pessoas mais antigas.



 

     Códigos Postais

 

 

    Previsão do tempo

 

 

   

  Risco de Incêndio

    

 

 

Atendimento

Público

Terças e Quintas

20.00 às 22.00

Serviço Público

Internet

Terças e Quintas

20.00 às 22.00